XINGU.

Hoje a tarde assisti o filme; Xingu.

Uma experiência muito singular, vi de maneira quase exclusiva, numa de sala de cinema praticamente, sozinho e apenas mais dois casais. ao total cinco pessoas.

O Xingu, nos promove uma reflexão do Brasil,
de um tempo histórico pouco esclarecido para os brasileiros que nasceram em 1964 e foram educados sobre o mito da” Transamazônica”

O filme revela conflitos dos irmãos “Villa boas” e a persistência dos mesmos para garantir aos índios o direito a terra e sua cultura,

Nos emociona e esclarece alguns pontos sombrio, sobre nossa historia e revela nossa ignorância quando se trata de cultura indígena no Brasil e sua significação para o nosso país.

isto é revelado pela quantidade de público no cinema, tal filme poderia tornar assunto de aula para as escolas, ali são abordados questões que poderiam ser oferecidos para inúmeras disciplinas como, línguas, português, História, educação artística, política, filosofia e direitos humanos e outras.

Fico perplexo, realmente não sei o que as escolas estudam e oferecem aos nossos jovens.

Uma frase que me marcou no filme dentre outras:

“Os brancos estão em todos os lugares, não tem um lugar que eles não estejam ou ocupem.
O que poderemos fazer é chegar antes”

Esta frase me me deixou em reboliço e fora do chão por alguns instantes.

Creio que seja, isto que não viu veja: XINGU¡¡¡¡¡

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: