Olhos que suportam o mundo no hospital da gente.

Olhos que suportam o mundo no hospital da gente.

Imagem

 “Nos últimos 25 anos, eu ingeri três comprimidos. Quando uma enfermidade chega no corpo de um homem sadio, o mesmo se assusta com seu estado de espirito.“ Babilak Bah

Nas duas últimas semanas, experimentei um susto, vivenciei um drama, causando-me inúmeras reflexôes, sobretudo, fez-me rever a situação de artista. Enquanto estava com a saúde debilitada, pensava de que forma, eu iria sobreviver, com qual aposentadoria? Sendo trágico, imaginei poucos amigos e admiradores realizando shows beneficentes para me ajudar, como aconteceu com tantos artistas na história da cultura. Foram dias horríveis com a saúde fragilizada, de pensamentos conflitantes e imagens angustiantes. Uma intensa aflição povoou meu mundo.

Toda situação foi proveniente de uma inflamação que surgiu no olho esquerdo, simplesmente, do nada, da noite para o dia. Este estado de saúde que atravessei, me fez pensar bastante sobre a fragilidade da existência, na valorização das coisas simples, das pessoas amadas que estão entorno de nós. Fui atravessado por pensamentos que me levaram aos amigos e a família.

Depois que realizei uma bateria de enxames, medicado e várias idas a Santa Casa na clínica de olhos. No momento, me encontro tranquilo, com a saúde recuperada, estou calmo e em paz… graças, tudo tranquilo, saúde a ponto de bala e nada demais aconteceu ao meu olho. Entretanto, esta experiência, me proporcionou conhecer várias realidades, durante as visitas que fiz a Clinica de Olhos, sentir sensações, conhecer o sistema de saúde pública, perceber como a população é tratada. Por outro lado, estabeleci contato com novas palavras, perceber alguns aspectos semióticos de algumas doenças relacionada a visão, duas palavras foram marcantes por este dias: Idiopático e Uveíte.

Idiopático é um adjetivo usado primeiramente na medicina significando surgido espontaneamente ou de causa obscura ou desconhecida. Derivado do grego ἴδιος, idios (de si próprio) + πάθος, pathos (sofrimento). É tecnicamente um termo da nosologia, ramo da medicina que estuda a classificação das doenças. Para a maioria das condições médicas, uma ou mais causas são conhecidas, mas em certa percentagem de pessoas afetadas pela doença, a causa pode não estar aparente ou ser caracterizada. Nesses casos, a origem da doença é dita “idiopática”.

Outra palavra que entrou no meu vocabulário, foi Uveíte: Uveíte é uma doença inflamatória que pode comprometer totalmente a úvea ou uma de suas partes (íris, corpo ciliar e coróide). Em alguns casos, a inflamação atinge também o nervo ótico e a retina. A uveíte é classificada em anterior, intermediaria e posterior, conforme o segmento ocular em que o distúrbio se manifesta, e pode ocorrer num olho ou nos dois olhos.As Causas são sempre desconhecidas e ignoradas, Não se conhece a causa de grande parte das uveítes. Entretanto, quando é possível determiná-la, as mais importantes são: Infecção por vírus, bactérias e fungos.

No momento, recuperado, alegre, com a saúde dos olhos, a vitalidade 100% posso voltar a retomar as atividades com vigor e repensar a vida: voltar a pensar nos inutensilios da existência que segue a olhos nus no hospital da gente

* Hospital da gente – verso extraído de uma música do compositor Chico Cesar: Béradêro.

Babilak Bah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: