Para qualquer pessoa a foto dessa casa trata-se de uma casa qualquer, para mim não¡¡¡¡¡¡

RSCN2881

Para qualquer pessoa a foto dessa casa trata-se de uma casa qualquer, para mim não¡¡¡¡¡¡

Ser pai foi a experiência mais transformadora de minha vida, não lembro de outra situação que tenha sido tão revolucionária.
Cresci sem conviver com meu pai, fui conhece-lo ao 15 anos quando tomei conhecimento de sua existência através de um amigo da família que vinha bêbado certa vez no ônibus, disse-me, – eu conheço seu pai, ele mora no endereço tal. Na semana seguinte tive a coragem de procura-lo, só estive com meu pai apenas uma vez na vida. Eu nunca me esqueci desse momento, daquele instante de nosso encontro, daquele diálogo. Quando eu bati em sua porta, perguntei – o senhor que é João Ferreira?. Ele me respondeu, – sim. Eu respondi com a voz meia trêmula, – Eu sou Gilson Cesar, filho de Iracema Gomes, sou seu filho. Ele de imediato teve um susto, mas em seguida eu lhe respondi, – Eu não quero nada do senhor vim aqui apenas para lhe conhecer. No decorrer da conversa, meu pai, falou dos motivos da nossa separação, do desentendimento com a minha mãe, e eu não gostei muito de suas palavras e da maneira como abordou os fatos, como colocou toda a culpa na minha mãe. Despedi-me; nunca mais o ouvi.

O ano passado quando realizava uma residência artística em João Pessoa, indo em direção ao Centro Cultural Piollin que fica localizado no bairro do Roger, no mesmo Bairro que fui conhecer meu pai, eu me deparei com a casa que encontrei-o pela primeira vez, revi toda esta situação narrada a cima que aconteceu há 35 anos quando passava enfrente da casa dele de puro acaso, quase tive uma vertigem, um desmaio, tudo veio à memória, aquela historia que eu nunca tinha esquecido povoou toda a lembrança.

Anos se passaram, encontrei o pai que nunca tive; quando tornei-me pai de Amazonita, Aruanã, Almin e Tomás. Luz, pedra, vento e renovação que assopram os meus dias sempre com muita esperança.

Que a alma de meu pai descanse em paz.

Babilak Bah.

Uma resposta para “Para qualquer pessoa a foto dessa casa trata-se de uma casa qualquer, para mim não¡¡¡¡¡¡”

  1. “Aqueles que deixam o passado morrer são incapazes de compreender o presente e construir o futuro.” Bravo Babilak Bah!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: