Um poeta em doelo.

Um poeta em doelo.
DSCN7690
Tive a satisfação de ler na semana passada o livro: doelo do poeta Marcos Fabrício Lopes da Silva.

Li e reli com atenção, fui tomado por um prazer tranquilo que me inundou de sorrisos, me povoou de imagens, provocando-me largueza no espírito. O Poeta fala de coisas simples, captura momentos que passa despercebido, quando a normalidade é dividida por dois pelos viventes. Traz para o campo do sentido, a poética das situações comuns, flagra instantes preciosos do cotidiano, percebe lances da vida corriqueira com potência criativa, recheado de humor. Ao ler o doelo, o leitor tem a certeza de que o poeta Marco Fabrício é uma grafia firme que não nega o chão que pisa, no entanto, tudo que cai em sua cabeça ou atravessa seu campo de visão vira poema: o banal é incorporado pela poesia.

Em um doelo constante com seu outro, o poeta, tem o hábito de:

Urubuservar,
enxergar o buraco que há
na moldura do olhar.

Desta forma, revela micro-mundos de delicadeza, desperta sentidos como alguém que se atreve a traduzir signos simplório da vida e, através da linguagem sempre se lança a pensar, construir pontes de contatos entre os pontos de vista de seu eu poético embalado por uma crítica social, denuncia uma sociedade dominada pelo:

PITBULL DE MICROFONE cabelo engomado com terno sem ternura todo engravatado.

O poeta Marcos, marcado com um papo reto, poemas curtos, silencia a curva do pensamento com metáforas que as vezes parece flash publicitário. No entanto, o poeta afirma:

medo não são placa de pare,
mas de atenção:
siga melhor,

e conclui:

o homem precisa voar para saber melhor andar.

Melhor bye, bye
Do que me deixar
De stand by.

Marcos é um poeta que se veste de livro, seu texto é tão próximo da oralidade que o doelo conversa com leitores abertos.

Sobre o autor:

Marcos Fabrício Lopes da Silva.
Nasceu em Brasília. Formado em jornalismo, pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) o poeta afro-brasileiro é doutor em literatura Brasileira pela Universidade Federal de Minas Gerais e professor universitário pelas faculdades Forttium e JK, ambas no Distrito Federal.

Babilak Bah.
Musico, poeta e arteeducador.

2 Respostas para “Um poeta em doelo.”

  1. Marcos Fabrício,é uma pessoa linda e extremamente inteligente.
    Eu também tive o prazer de lê doelo,(inclusive em um de seus livros,eu estava presente no dia do lançamento),e a cada poema me encantava mais e mais,senti ali verdades em coisas do dia a dia,as quais este poeta encantador nos mostra de uma forma simples e bem clara a pessoa humilde e muito delicada que é (raridade nos dias de hoje),um grande homem de pensamentos nobres,em um mundo tão cheio de dor…
    Quisera ter mais mestres assim,fico extremamente grata por ter tido a honra de ser aluna dessa pessoa tão agradável,tão sensível,amo poemas ao lê me traz paz e calma veio em um bom momento,trazendo-me conforto a um coração que no momento passa por um momento tão conturbado…
    Marcos Fabrício,consegue ver beleza onde ninguém mais consegue enxergar,consegue vê uma luz no fundo de um túnel,consegue da esperança para algo quase a beira de um abismo,enfim consegue nos transportar para um mundo melhor,cheio de esperança e tirar do lodo a mais linda flor!
    E isso em encanta.
    As vezes temos que silenciar,aquilo que nem precisamos falar…O medo de fato é nosso maior inimigo…

  2. Ele é um Poeta que encanta, li também “doelo” e fui lendo e mergulhei nas saibas palavras dele; percebi que são poucas palavras que dizem milhares de coisas, são palavras que mexem com o interior e o exterior das pessoas, são palavras que exprimem afetos de humor ! Como sempre marquinhos é humorado até nos textos dele, sabe fazer o fazer literatura! Parabéns MarcosFabrício Lopes da Silva, cabeça linda cheia de palavras lindas! Abraços! Parabéns pela sua Crítica Literária, são necessárias!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: