No travessão da cultura: quem disse que viver o futebol dispensa pensá-lo ?????

DSCN9162Na autobiografia do trompetista Miles Davis, o genial músico, afirma, teve um certo momento de sua vida, dedicou-se com bastante empenho ao mundo dos esportes. Outro brilhante artista e escritor uruguaio, Eduardo Galeano, confessa, seu grande sonho era ser jogador de futebol. Na história de nossa música popular brasileira, está cheio de relatos de músicos e compositores que sonharam em jogar futebol. Por outro lado, há evidência, de jogadores que sonharam em ser músicos, tem o caso por exemplo, de Marinho Chagas, lateral esquerdo, que jogou pela seleção brasileira, na copa de 74, chegou a produzir a gravação de um LP: “ Eu sou assim“ (http://sintoniamusikal.blogspot.com.br/2014/06/marinho-eu-sou-assim-cs-1977.html) e a cantar seus amores e desânimos com a vida. O próprio rei do futebol, o Pelé, (http://wp.clicrbs.com.br/podiacki/2013/04/05/sexta-de-musica-craque-nos-campos-pele-ataca-de-cantor-desde-1969/?topo=67,2,18,,,67) também se arriscou pela seara da canção. Creio, há uma relação próxima do mundo da bola e o universo das artes, principalmente, no mundo da música. Na literatura, o escritor e compositor José Miguel Winisk, em Veneno Remédio, cita: Pasolini dizia que o futebol é uma linguagem, e comparava jogadores italianos com escritores seus contemporâneos, vendo analogias entre os estilos e as atitudes inerentes aos seus “discursos”. Mais do que isso, falava, escrevendo em 1971, de um futebol jogado em prosa, predominante na Europa, e de um futebol jogado como poesia, referindo-se ao futebol sul-americano, e, em particular, ao brasileiro. e mais adiante, Winisk, reitera: Os pensadores, por sua vez, à esquerda ou à direita, na meia ou no centro, têm muitas vezes uma reserva contra os componentes antiintelectuais e massivos do futebol, e temem ou se recusam a endossá-los, por um lado, e a se misturar com eles, por outro. Tudo isso, por si só, já daria um belo assunto: o futebol como o nó cego em que a cultura e a sociedade se expõem no seu ponto ao mesmo tempo mais visível e invisível.“ Faço esta longa introdução, com o intuito de fazer uma revelação, na juventude, tive um grande sonho: ser jogador de futebol; com a minha entrada no campo das artes, deixei totalmente o mundo do futebol de lado. De uns tempos para cá, acerca de 6 anos, aconteceu uma aproximação desse mundo que vivi com intensidade na adolescência, voltei a praticar futebol, devido, o nascimento do meu quarto filho: o Tomás, que me trouxe para o mundo do futebol, a principio brincando no quintal, se estendendo até a escola, depois no clube. Portanto, esta experiência tem me proporcionado felicidade, inspiração para a arte e aprendizado na vida, além de saúde e interação com diversas subjetividades.

Quero deixar aqui um convite: no próximo domingo, dia 30/08 de 2015 acontecerá a final do campeonato champions league da AABB – Bh Associação Atlética Banco do Brasil, que será transmitida ao vivo pela equipe da rádio Itatiaia, narração de Enio Lima e Eduardo Madeira.

08:50 horas – Categoria Veterano Bayern de Munique vs Chelsea.

Meu time é Bayern de Munique, jogo com a camisa 19, já marquei um gol no campeonato. Estou tendo um pressentimento, vou levantar a taça, beber um shop e comemorar.

Confira.

Babilak Bah

29 de agosto/2015

DSCN6344

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: